Macarrão-sem-uvas-passas, por favor!

E fazer ou comer macarrão se tornou um peso desde que você apareceu.

Uma vez você me ensinou que era preciso mexer durante o preparo, não podendo deixar o macarrão cozinhando sozinho. Eu nunca entendi direito, para mim não fazia diferença ele junto ou separado, mas você insistiu que eles não podiam grudar, não ficava bom assim. Então uma simples receita se transformou em uma tragédia, já que sempre que eu me punha na cozinha ou sentia aquela vontade de massa, eu me lembrava de você e suas ásperas palavras.

E mesmo assim, depois de tudo, eu não podia me influenciar pela suas certezas-erradas e eterna-opinião-estou-sempre-certo. Macarrão, desde sempre, é minha receita favorita e não seria você ou suas regras idiotas que me impediriam de cozinhar ela. Então uma vez por semana eu me obriguei a preparar, fazer, misturar e comer, mesmo sem-você, mas com-sua-lembrança.

Foi ai que eu entendi que nós éramos justamente como aquele macarrão, que não nasceu para ficar junto. E por causa disso era tão necessário mexer e separar. Assim, semanalmente, lembrava e seguia suas instruções, mesmo não concordando.

– 

Já o oposto, aconteceu com a uva passa. Eu nunca entendi como era possível alguém realmente gostar daquilo. Era como transformar uma fruta-boa em algo velho, enferrujado e sem gosto. Você sempre gostou, eu me lembro disso, e nas minhas tentativas bobas de fazer você gostar também de mim, eu me via obrigada a experimentar e tentar e insistir. Mas eu nunca aprovei, exatamente como você nunca me aprovou.

Isso até o dia em que, definitivamente, você se foi e junto levou a minha vontade-obrigada daquelas frutinhas. Não faria mais sentido, não havia esperanças e eu não precisava me forçar a comer algo que eu não gostava. De um lado era tristeza, eu sabia, mas do outro a liberdade de fazer-e-ser-quem-a-gente-é. E foi nesse dia que eu prometi para mim mesma que nunca mais provaria daquela fruta sem gosto por você.

Faz tempo, eu sei, já passou, mas só hoje durante o almoço eu me lembrei de você e quebrei a promessa.

Quinta-feira, estou atrasada e macarrão sempre é a opção mais rápida. Na escolha dos ingredientes eu disse azeitona-tomate-cebola-e-mussarela, por favor. Tudo isso no macarrão gravatinha, ok? Eu quero molho branco e molho vermelho, misturado. Ah, quase esqueci, dá pra adicionar uva passa também? Faz tempo que eu não como..

No começo, eu confesso, foi razoavelmente bom, fazia longos meses que eu não experimentava. O macarrão estava quase-perfeito até aquele real gosto aparecer na minha boca e eu me lembrar, mais uma vez, porque eu realmente nunca quis aquelas frutinhas. O gosto doce-azedo mudava todo o sabor, acabou com a minha graça, então passei o resto do almoço separando meu macarrão, gravatinha por gravatinha, deixando de lado as uvas passas. E você.

É, daquela vez você estava certo. Agora eu entendo que a massa fica melhor solta, desapegada. Só assim que seria possível separar o que eu não queria. Porém você errou em insistir, no meu mundo uva passa nunca foi bom (e nem vai ser).

 10811548_10205383658136900_72223143_n

E bem assim, justamente como eu e você, macarrão e uva passa ficam (sempre) melhores quando cada um vai para um lado.

(Achei justamente um blog que chama “Eu odeio uva passa
Ele lista algumas razões pelas quais ele não gosta da fruta e e uma delas diz: A uva passa incomoda, porque é o retrato de tudo aquilo que um dia foi bom e depois acabou. Foi. Passou. Passado. E não volta mais. A uva passa incomoda porque é o retrato de tudo. Tudo vai. Tudo acaba. Tudo passa. Exatamente como a uva passa.”

É. Passou!)

Anúncios

Um comentário sobre “Macarrão-sem-uvas-passas, por favor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s